30 de ago de 2010

Idoso enfrenta fila da morte no TFD por falta de material cirúrgico na Fundhacre




A justificativa atestada pelo médico não deixa dúvidas: por falta de material cirúrgico, o idoso Sebastião da Costa Silva, 77 anos foi encaminhado pela equipe do Tratamento Fora de Domicílio (TFD), para fazer uma simples cirurgia de estenose uretal, fora do Acre. Com a ficha 1.439 ele espera a hora de viajar para o Estado de São Paulo, longe da família e com os poucos recursos que ganha com a aposentadoria.

- Eu estou me sentindo na fila da morte meu filho – lamenta o ancião.

Em sua casa, onde recebeu gentilmente o ac24horas, na manhã deste domingo, seu Sebastião disse que o próprio médico que lhe atendeu, o doutor Rudney Kato, disse no momento do diagnóstico, que a operação era simples, “mas como está faltando material na Fundhacre o jeito era esperar mesmo pelo TFD”, comentou.

Depois de vencer toda a burocracia do sistema, seu Sebastião cansou de esperar e resolver mostrar sua indignação. Mostrando o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), ele lembrou que sempre gozou de boa saúde “e só agora que mais preciso, percebo que essa saúde de primeiro mundo de que tanto falam no Acre é na verdade uma farsa. Um governo que deixa faltar material de cirurgia num hospital público é inadimissível. Para onde vai o dinheiro que o SUS manda? Para as campanhas do partido deles?” questiona.

Por todo dia e à tarde desta sexta-feira 27, a reportagem de ac24horas aguardou as explicações do secretário de saúde Osvaldo Leal. Por telefone, ele nos passou para o Superintendente da Fundhacre, o professor Sérgio Roberto que passou a bola para e sua assistente, Hortência Fialho. Depois de algum tempo, ao verificar o que estaria ocorrendo para que uma cirurgia tão simples fosse realizada fora do Estado, ela nos respondeu que “na verdade o que ocorreu foi um equívoco do médico”.

Ainda segundo a assistente, na próxima sexta-feira, a cirurgia de seu Sebastião será realizada no Acre, sem que o ancião precise se deslocar até o Estado de São Paulo, para onde estava marcado o procedimento.

O ac24horas ainda tentou falar com o médico que atendeu o senhor Sebastião, mas ele não se encontrava na Fundação Hospitalar do Acre.

Salomão Matos, da redação ac24horas

AO DEBATE


Na tentativa de desatolar a candidatura de Edvaldo Magalhães o bom Leonildo Rosas, do Página 20, está propondo ( leia aqui ) um debate entre entre o comunista e Petecão.

Segundo o colunista, a eleição de Jorge Viana é "favas contadas" e, pelo que se pode entender nas entrelinhas de sua avaliação, este não precisaria se explicar em nada.

Concordo com qualquer debate e os acho salutares, tanto para o fortalecimento da democracia quanto para os eleitores conhecerem bem melhor os candidatos.

Aliás debates que os petistas, durante seu tempo de governo, obstruiram ao censurar a participação da oposição nos meios de comunicações cevados com a milionária verba da mídia.

Seria bom para o povo acreano ver João Correia, Edvaldo Magalhães, Jorge Viana e Petecão engalfiando suas idéias e propostas dentro de um estúdio, com transmissão ao vivo, e sem o Demostenes Nascimento

Por que, então, não fazê-lo com todos os candidatos?

Por que só Edvaldo e Petecão?

Nem Jorge é santificado para não ser questionado e nem João é um ser desprezível para ser escondido.

Em havendo este debate, sugeriria as seguintes perguntas para Jorge:

1- O nome das 5 empresas que ele nas quais ele integrou os conselhos de administração para fazer lobby nos ministérios em Brasilia ?

2- Qual o valor exato, com todos os centavos, da sua aposentadoria com ex-governador?

3- Qual o valor da sua participação acionária na Usina Carmem, constituida para produzir álcool em Rondônia?

4- Qual a diferença entre o PMDB que apoia Lula e Dilma e o PMDB que abriga João Correia?

5- Qual a relação dele com os irmãos paulistas Roberto e Ricardo Stock no projeto de uma hidréletrica na cachoeira do Ituxi, em Lábrea no Amazonas?

6- Qual os motivos que o levaram a mudar de conceito sobre Orleir Cameli, Cezar Messias, Osmir Lima e José Bestene?

7- Se guarda algum peso na consciência por ter ordenado a Tácio de Brito, pai do Leo Brito, a celebrar os aditivos contratuais corruptos que o levaram a ser condenado na justiça federal por improbidade administrativa?

8- Ao final um pergunta â queima roupa: Quem mudou? Jorge ou Narciso Mendes?

Blog do Calixto

Petecão solicita reforço da Força Nacional para conter violência na capital do Acre



O deputado Sérgio Petecão (PMN) vai encaminhar esta semana em Brasília requerimento ao Ministério da Justiça, solicitando o aumento do efetivo da Força Nacional de Segurança na capital acreana em virtude do elevado índice de violência que vem enlutando diversas famílias no Estado.

O deputado alega que o nível de violência já saiu do controle das autoridades policiais convencionais.Para o deputado, só mesmo uma força especial pode barrar o nível crescente que a violência vem atingindo em Rio Branco. “A situação exige uma resposta de choque”, disse o deputado.

Petecão lembrou que a Força Nacional é formada por elementos especialmente treinados para o combate a situações difíceis, onde exista perigo real e difuso para a sociedade em geral. Segundo Petecão, é exatamente isto que vem acontecendo em Rio Branco, onde a população está se sentindo vulnerável com tamanha ousadia e audácia dos marginais.

Domingos Sávio/ AC 24?hs

27 de ago de 2010

BOCALOM FAZ REUNIÕES POLÍTICAS

O candidato a Governo pela Coligação Liberdade e Produzir para Empregar , Tião Bocalom (PSDB) começou o dia de ontem , em Rio Branco, participando de gravações para o horário político. Em seguida, Bocalom manteve uma série de reuniões com lideranças e aliados políticos a fim de estabelecer novas estratégias para o desenvolvimento da campanha, que agora entra na reta final.

O candidato disse que pretende desenvolver a campanha mais interativa possível, de linguagem direta e fundamentalmente popular. Para ele, a campanha para o horário político vem obtendo uma excelente resposta popular enquanto os comícios e reuniões ajudam a divulgar a mensagem da oposição.”A verdade é que a população declara mais e mais seu apoio à medida que conhece a fundo nossas propostas”, resumiu.

Bocalom considerou altamente proveitosas as movimentações e eventos realizados nesta primeira fase de campanha.A Coligação promoveu comícios, reuniões, ”arrastões” de bairros, corpo a corpo, entrevistas a todos os meios de comunicação, palestras e debates que concentraram praticamente todos os segmentos da sociedade. Em todas as iniciativas foi priorizada a divulgação das principais metas das proposta de Governo da oposição, tendo como carro-chefe a retomada da produção.

Para Bocalom, a população respondeu de forma decisiva que quer que a zona rural acreana volte a produzir gêneros de primeira necessidade para baratear os preços dos produtos e garantir a panela cheia.”Ninguém concorda em comprar arroz, feijão e milho do Sul do país, enquanto que nosso pequeno produtor rural padece por falta de ramais e assistência técnica”, resumiu Bocalom.

Petecão

O dia do candidato a Senado começou logo cedo com uma entrevista á TV Acre. No ar, Petecão disse que a segurança do Estado vai muito além de equipamentos e viaturas,”mas passa também pela formação correta e num plano de cargos e salários que consagre a importância dos agentes de segurança para o Estado”.

E criticou a demora do Congresso Nacional em votar a PEC 300 , que iguala os salários de PMs e bombeiros aos praticados no Distrito Federal. “O importante seria votar a matéria em seu texto original, que é o que realmente interessa aos militares”. Petecão voltou a lembrar seu compromisso em solicitar junto ao Ministério da Educação o aumento do número de vagas para a faculdade de Medicina da Ufac,”sem esquecer que já garanti emenda para o próprio Centro Acadêmico”.

Reunião com os Jovens

Em seguida , Petecão teve uma reunião privada com os membros da Juventude de seu partido,o PMN. Petecão deixou certo que, se eleito ao Senado, vai continuar a priorizar a juventude como vem fazendo desde o início de sua vida pública. E lembrou que , como deputado federal, reservou emenda para a construção de quadras de grama sintética, para a formação de grupos de quadrilha e construção de arena de rodeio.

Petecão enfatizou ainda que há anos disponibiliza 3 ônibus para a realização de uma série de eventos esportivos que reúne milhares de jovens de todo o Estado.”É gratificante saber que a gente pode garantir eventos que promovem a juventude e suas potencialidades”, garantiu.

Por fim, Petecão garantiu à Juventude do PMN que vai permanecer na linha de frente do combate às drogas como um dos fundadores da Frente Parlamentar Anti-drogas

26 de ago de 2010

PEC 300 DELETADA


Escrito por Luiz Calixto | 25 Agosto 2010

Os deputados e senadores da base governista abortaram o grande sonho de unificação do piso salarial do policiais militares.

Sob a batuta de Dilma Roussef e de Cândido Vacarezza, líder do PT, os adestrados deputados petistas, inclusive os daqui do Acre, liquidaram a possibilidade de votação da PEC 300 ao gazetarem a sessão de votação.

Como o governo tem maioria nas duas Casas legislativas, fica evidente que não aprovou porque não teve nenhum interesse.

O senador Tião Viana, chefe da turma dos obedientes, também é coadjuvante do tiro fatal no coração da pretensão dos militares.

Clique para ampliar a imagem.





Blog do Crica

Data-vênia
Qui, 26 de Agosto de 2010 06:24

Não façam do Poder Judiciário o “bode expiatório” da violência, no Acre. Os magistrados apenas cumprem a legislação que regula o cumprimento de penas, que não foi elaborada por eles, mas, pelos políticos. A política de segurança pública fracassou sim senhor, os fatos delituosos e números estão na cara de todos. Transferir responsabilidades não resolve nada.

My god!
A solução anunciada é cômica: montar um “grupo de trabalho para fazer um diagnóstico das causas da violência”. Estamos há 4 meses do fim do governo, e só agora pensaram nisso?

Desemprego é campeão
O candidato deputado estadual, Ermício Sena (PT), fez uma pesquisa com jovens estudantes, com a pergunta: qual sua principal aspiração? Resposta majoritária: “conseguir um emprego”.

Único caminho
Com base neste dado, Ermício Sena acha que o senador Tião Viana (PT) está no caminho certo ao incluir a “industrialização do Acre”, como prioridade de sua gestão, se ganhar o governo.

Caminho das drogas
Também acho. Sem uma política de geração de emprego, sem a implantação de indústrias, é um pulo para os jovens serem absorvidos pelo crescente mercado da venda de drogas.

20 de ago de 2010

FARTURA E MIGALHAS

O "pau tá quebrando" em Tarauacá entre os cabos eleitorais de Walter Prado e Moisés Diniz.

O motivo, como todos sabem, mas não dizem, é grana, dinheiro.

Prado exerce na informalidade o papel de vice líder do governo e se sente desvalorizado.

A chuva de dinheiro público no roçado da outra turma do outro é causa uma verdadeira alagação.

Nos últimos oito meses o governo repassou para Raimundo Nonato Aciolly Gomes, comandante do primeiro pelotão comunista em Tarauacá, a importância de 210 mil reais, em três parcelas de 10 mil e uma de 180 mil reais.

Walter se diz alimentado com migalhas.

Leia aqui o blog de Raimundo Acioly.

Clique AQUI para ver a matéria original e ver os documentos no blog do Luiz Calixto

Binho acomoda “Fichas- Sujas” no Governo da Floresta

Depois de oficializarem suas desistências de concorrerem ao cargo de deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores, escapando de uma exposição pública de inelegibilidade, o ex-deputado estadual Juarez Leitão, prefeito cassado do município de Feijó e o ex-prefeito da mesma cidade, Francimar Fernandes, foram acomodados pelo governador Binho Marques (PT) para exercerem cargos em comissão CEC – 5.

Ambos vão receber em torno de R$ 5.600,00. Nas publicações do Diário Oficial, não consta os cargos que os ex-prefeitos deverão exercer na administração pública. Juarez foi acomodado na Secretaria de Estado de Floresta – SEF, já Francimar Fernandes, foi nomeado para a Secretaria de Articulação Política.

O que se sabe ao certo é que ambos aparecem nos pedidos de impugnações recomendados e encaminhados pelo Ministério Público Federal ao Tribunal Regional Eleitoral, enquadrados no Projeto da Ficha Limpa.

Francimar Fernandes teve suas contas reprovadas pelo Tribunal de Contas da União e Juarez Leitão foi condenado pelo TRE por ter, segundo a denúncia, cometido abuso de poder econômico, abuso de poder político e captação ilícita de sufrágio (compra de votos).

Nas novas eleições realizadas em Feijó, em que a candidata do Governo Jaciara de Souza, perdeu para Dindim (PSDB), Francimar Fernandes chegou a ser detido, acusado por compra de votos. Segundo matéria publicada no ac24horas, já existiam diversas denúncias de compra de voto contra Fernandes que era coordenador da campanha da candidata petista.

Em seu blog, o deputado estadual Luiz Calixto (PSL), afirma que para o PT, as fichas dos deputados “continuam limpas”.

O deputado de oposição tem razão em cobrar do Governo uma postura mais ética. Calixto fez coro no parlamento a uma proposta apresentada pelo colega Luis Tchê (PDT – AC) que bafejou na Tribuna, o projeto para impedir os Fichas-Sujas a ocupar os cargos de direção ou em conselhos de administração e fiscais em entidades públicas, entidade de classe sindical e assossiações legalmente constituídas.

Exigindo maior rigidez do Projeto da Ficha Limpa, Tchê visou também as bloquear tais nomeações nas organizações não governamentais, entidades esportivas, partidos políticos, organizações da sociedade civil de interesse público, assim como, cargos de assessoramento superior e funções de confiança nos poderes executivo, legislativo e do judiciário e também de exercer atividade em emissoras de rádio e Televisão.

- Não podemos agir apenas na classe política, temos que estender a toda estrutura do poder – comentou o parlamentar governista.

Mas parece que assim como a convocação do assessor dos Povos Indígenas, Francisco Pianko, para depor na CPI encabeçada pelo deputado, acredite, tudo ficou apenas no discurso. A Frente Popular do Acre segue fazendo tudo aquilo que criticava nos governos anteriores.

Outros 16 nomes, a maioria deles dos 14 partidos que compões a Frente Popular do Acre, tiveram seus nomes incluídos no Projeto da Ficha Limpa. Essa semana, por decisão da maioria, o Supremo Tribunal Eleitoral criou jurisprudência e validou para estas eleições, o Projeto da Ficha Limpa.

Jairo Carioca – Da Redação de ac24horas

18 de ago de 2010

BRIGA ENTRE JORNALISTA E CANDIDADO AO SENADO NO ACRE: QUAL SERÁ O PRÓXIMO ROUND?

A divulgação da fita com as imagens brutas da briga entre o apresentador Demóstenes Nascimento [TV5] e o candidato ao senado pelo PMDB, João Correia, prevista para esta semana, promete capítulos emocionantes na nova fase da campanha política que começa na próxima terça-feira (17) com o programa eleitoral gratuito no rádio e na televisão.

Até agora, a coligação Produzir para Empregar não garantiu se vai ou não utilizar as imagens durante o horário eleitoral gratuito, mas a expectativa é que o candidato João Correia, ridicularizado pela edição apresentada até aqui pela equipe da TV 5, possa usar o horário disponível para, segundo ele, “repor a verdade.”

Somente a divulgação das imagens brutas vão provar que a agressão partiu dele – disse João Correia referindo-se a Demóstenes Nascimento.

A TV 5, embora tenha dito publicamente que não haveria problema em colocar no ar uma nova entrevista gravada com João Correia, ainda não marcou a data de gravação. O fato está sendo analisado pelo TRE/AC, com apoio da Policia Federal, órgãos que poderão ajudar a revelar dois questionamentos importantes: quem iniciou as agressões corporais e se a fita publicada no Youtube foi ou não editada.

Em desabafo, Demóstenes Nascimento [Dedé], falou como cidadão. O apresentador do programa TV 5 Notícias pediu desculpas aos telespectadores, a equipe de trabalho e anunciantes do programa.

- Vocês sabem que toda ação provoca uma reação. Eu fui agredido em minha integridade moral e física dentro do meu ambiente de trabalho, que também eu tenho como minha casa – disse o apresentador.

Dedé disse que estava triste com o envolvimento do Governo do Estado no caso e citou a situação vivida pelos pais, com mais de 80 anos de idade, que segundo o jornalista, estão sofrendo com a ampla publicação do episódio.

- Tem muita gente tentando tirar proveito político da situação, se passando como um cordeiro e que na realidade foi o causador de todo o problema. Ser humano nenhum agüenta ser tão humilhado por uma pessoa desqualificada envolvida em escândalos nacionais – acrescentou.

Para Demóstenes, as imagens não foram alteradas e não metem. Dedé disse que o caso está no departamento jurídico e que para a emissora a página do episódio foi virada.

Durante a semana, os candidatos Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Jorge Viana (PT), em entrevistas concedidas para outras emissoras, se solidarizaram com o jornalista.

Petecão (PMN), candidato ao senado pela Coligação de João Correia, saiu em defesa do companheiro de chapa, assim como o deputado estadual Luiz Calixto (PSL) e demais parlamentares da base de oposição que protestaram contra Demóstenes.

Pelo visto, essa será uma novela que promete longos capítulos, pois envolve além de um candidato e um jornalista, um advogado e presidente da OAB.

Episódio não é o primeiro que envolve TV 5 e políticos

Esse escândalo entre o jornalista Demóstenes Nascimento e o candidato ao senado João Correia não é o primeiro que envolve a emissora repetidora da Rede Bandeirantes no Acre e políticos acreanos.

Em maio de 2009, o jornalista Washington Aquino, ancora da TV 5, foi tirado do ar, segundo o JPS-ACRE 23, “por exigências contratuais feitas pelo Governo da Floresta”, que se sentiu “anarquizado” pelo jornalista.

Aquino já havia sido demitido da Rádio Difusora Acreana. Na época fez duras críticas contra administração penitenciária que tinha à frente, Laura Okamura, hoje secretária de Ação Social do governo Binho.

Na TV 5, as criticas que derrubaram o apresentador Washington Aquino do programa Bom dia Cidade, estavam relacionadas sobre o desvio de mais de 1 milhão e 200 mil reais através da folha de pagamento da Policia Militar do Acre, que tem à frente o Cel. Romário Célio.

O Escândalo do Iate – Viagem de Luxo

Em outro episódio até hoje não esclarecido a opinião pública e acontecido em janeiro de 2008, uma fita bruta contendo todas as imagens da “Expedição Juruá Sempre” foi esbarrar na TV Acre [Retransmissora da Rede Globo], que divulgou imagens de farras promovidas por alguns parlamentares durante a viagem.

De acordo com publicação postada no Blog do presidente da Assembléia, deputado Edvaldo Magalhães, do dia 27 de fevereiro de 2008, conforme escreveu o deputado Luiz Calixto (PSL), “o presidente da OAB, Florindo Poersh, que também é advogado da TV 5, sabe-se lá como, conseguiu a fita bruta das filmagens e a repassou para a TV Globo, que selecionou as partes que quis e partiu para tentar desmoralizar o sentido da expedição.

O escândalo teve repercussão nacional. A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Acre, através de Florindo Poersch, protocolou na Assembléia Legislativa do Acre, um pedido de esclarecimentos sobre a viagem. Na época, em entrevista à imprensa, o presidente da OAB disse: "Se for caracterizado algo ilícito, providenciaremos uma ação para devolução do dinheiro."

Entre as imagens marcantes publicadas pela imprensa, o mergulho da ex-deputada Naluh Gouveia nas barrentas águas do rio Juruá foi reprisado diversas vezes. Hoje, a ex-deputada e militante do PT é conselheira do Tribunal de Contas do Estado.

O fato culminou com as férias antecipadas e posterior afastamento da TV 5 do jornalista e apresentador Leônidas Badaró e do repórter cinematográfico Beto Oliveira.

Segundo nota publicada no Blog Imprensa em Foco, “os repórteres Beto Oliveira e Leônidas Badaró, que por determinação da direção da TV5 acompanharam o trajeto da viagem [Expedição Juruá Sempre] para cobertura jornalística, foram colocado sob suspeição na liberação das imagens da expedição para matéria do Jornal Nacional”

Em nota de repúdio, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Acre (Sinjac) manifestou publicamente solidariedade aos repórteres Leônidas Badaró e Beto Oliveira afirmando: “O Sinjac, por meio desta, esclarece à população que os jornalistas presentes naquela empreitada estavam autorizados por suas respectivas empresas a participarem do evento”, assinou Marcos Vicentti Batista da Silva.

Pedro Neves, Superintendente do Complexo de Comunicação, negou que as fitas publicadas no Jornal Nacional tenham sido repassadas pela TV 5.

Embora os fatos envolvessem dois profissionais do meio, a imprensa não deu acompanhamento as investigações. Mesmo diante de toda indignação e de toda repercussão nacional, com a OAB no caso, até hoje os fatos não foram esclarecidos. Nem o Ministério Público Estadual, nem a própria Ordem dos Advogados e a Assembléia Legislativa do Acre, explicaram a sociedade o que ficou caracterizado.

O Porto que seria construído na cidade de Boca do Acre (AM), uma das justificativas da Expedição, também não saiu do papel. Os debates sistemáticos sobre a construção de hidrovias parece ter ficado ofuscado com os escândalos. A instalação do porto era para embarque e desembarque de mercadorias e tinha como meta facilitar o comércio de insumos como o cimento venezuelano.

Jairo Carioca – Da Redação de ac24horas




17 de ago de 2010

Dois baques fortes

Depois de perder minha sogra em idade avançada, sou surpreendido com a notícia do falecimento do meu congênere na Câmara Municipal de Rio Branco Jessé Santiago e outros que estavam no veículo com ele.

Solidarizo-me com seus parentes nesse momento de tanta dor.

Agora por eles, só podemos rezar.

16 de ago de 2010

Com 285 mil pobres, Acre não está entre os sete Estados que atingiram objetivos da ONU para redução de pobreza

O Acre não está entre os sete Estados brasileiros que atingiram os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) contra a pobreza. É o que diz o relatório apresentado pelo próprio Governo do Estado no seminário estadual com relação à pobreza que aconteceu em junho. Os números oficiais que o ac24horas teve acesso fazem relação de 1991 à 2008.

O Prêmio é uma iniciativa pioneira no mundo e foi proposto pelo Governo Federal na abertura da 1.ª Semana Nacional pela Cidadania e Solidariedade, em 2004. A ação conta com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e de um conjunto de empresas e associações do setor privado.

A Coordenação técnica do Prêmio é de responsabilidade do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). O IPEA que na última quinta-feira (12) publicou pesquisa que aponta que 1% dos municípios mais ricos respondem por 47% de toda riqueza produzida no Brasil. Por outro lado, 70% das cidades mais pobres respondem por apenas 14,7% do PIB (Produto Interno Bruto).

Até 2007 o Estado estava entre as federações que mais reduziu a pobreza, com (13,5%), seguido por Sergipe (11,3%) e Rondônia (9,0%). A redução era menor do que a registrada no Estado de São Paulo que foi de (1,3%). Hoje o Acre tem 285 mil pessoas vivendo abaixo da linha de pobreza.

Os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) estão detalhados em metas e indicadores que constituem o compromisso dos 191 países presentes à Assembléia Geral da ONU de 2000, incluindo o Brasil, de trabalharem para um mundo pacífico, justo e sustentável.

De acordo o relatório apresentado pela secretaria de Ação Social com a finalidade de apoiar processos locais de promoção dos ODM, a participação da população com renda domiciliar per capita situada entre os 20% mais pobres aumentou de 2,3%, em 1991, para 3,1%, em 2008. A renda dos 20% mais ricos é 19 vezes maior que a dos 20% mais pobres.

O Estado, segundo dados do Governo, tem 58,5% da população com renda familiar acima de ½ salário mínimo, 23,2% com renda familiar entre ½ e 1/4 de salário mínimo e 18,4% com renda familiar menor que 1/4 de salário mínimo. O documento mostra que 70% da pobreza do Acre está localizada em sete regiões do Alto Purus e Juruá, incluindo-se entre elas, os municípios de Manuel Urbano, Santa Rosa do Purus, Jordão e Marechal Thaumaturgo. Outros 13% da população pobre estão distribuídos entre 13 cidades acreanas.

Ainda de acordo o relatório, em 2008, 7,8% das crianças de 7 a 14 anos não estavam frequentando o ensino fundamental. Entre os jovens de 15 a 17 anos, apenas 57% concluíram o ensino fundamental; destes, 46% frequentavam o ensino médio; 16% não concluíram o fundamental e pararam de estudar.

Com relação a educação, a distorção idade-série eleva-se à medida que se avança nos níveis de ensino. Entre alunos do ensino fundamental, 27% estão com idade

superior à recomendada, chegando a 35% a distorção entre os do ensino médio.

O Estado conseguiu avançar no item 5, Em 2008, a taxa de mortalidade materna, no Estado, era de 28 mortes a cada 100 mil nascidos vivos. Estima-se que, no Brasil, 29% dos óbitos maternos não foram registrados ( RIPSA, 2006). O Estado melhorou a expectativa de vida. Em 1991, ao nascer, uma criança tinha a expectativa

de viver, em média, 63,7 anos; em 2008, subiu para 71,7 anos.

Das 27 unidades federativas brasileiras, sete conseguiram reduzir pelo menos à metade, entre 1991 e 2008, a proporção da população com renda familiar inferior a R$ 255 (meio salário mínimo), meta estabelecida pelo primeiro dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), cujos cumprimentos são previstos até 2015,

Dos sete estados, seis ficam no eixo Sul-Sudeste: Santa Catarina lidera os avanços, com 67%, seguido de Paraná (60%), Rio Grande do Sul (54%), Minas Gerais (53%), Espírito Santo (51%) e Rio de Janeiro (50%). Goiás é o único de outra região a alcançar o objetivo 1, com progresso de 53%.

ac24horas tentou falar com a secretaria de Ação Social e o secretário de Planejamento do Estado, mas estes não foram encontrados ou estavam em reunião e não puderam atender à nossa reportagem.

Jairo Carioca – Da Redação de ac24horas

12 de ago de 2010

TCU investiga superfaturamento em obras na BR 317

O Tribunal de Contas da União – TCU, apurou superfaturamento de R$ 4.217.923,33, [valor atualizado], nas obras de construção de trechos da rodovia BR-317-AC, que liga os estados do Acre e do Amazonas. A irregularidade ocasionou a abertura de tomada de contas especial e a citação solidária do ex-diretor-geral do Deracre, Sérgio Yoshio Nakamura e do atual diretor-geral do departamento, Marcus Alexandre Médici Aguiar, além da empresa Fidens Engenharia Ltda.

O superfaturamento é referente ao transporte de material betuminoso a quente e a frio e foi verificado pelo TCU no contrato celebrado entre o Departamento de Estradas e Rodagem do Acre (Deracre) e a Tercam Ltda., empresa que teve a Fidens Engenharia Ltda como sucessora e beneficiária dos pagamentos.

O Tribunal constatou a falta de comprovação da aquisição/transporte de todo o material asfáltico diretamente da refinaria em Betim (MG). Além disso, foi apurado que a compra desses insumos em Manaus (AM) seria uma opção economicamente mais vantajosa.

Os responsáveis terão 15 dias, a contar da ciência, para apresentar suas alegações de defesa ou para devolver a quantia referente ao superfaturamento aos cofres do Tesouro Nacional. O ministro-substituto Augusto Sherman Cavalcanti foi o relator do processo.

Fonte: Ac 24 Horas e Trinbunal de Contas da União

11 de ago de 2010

Tião Bocalon aposta na educação profissional para afastar jovem do crime e fazer uma

verdadeira “Revolução Acreana”


Assessoria

O candidato ao governo do Estado pela coligação Liberdade e Produzir para Empregar Tião Bocalom, possui uma proposta de Educação para o Trabalho, e vai apresentar durante encontro com empresários e trabalhadores do setor supermercadista, em visita agendada para percorrer uma grande rede de supermercados de Rio Branco, na próxima semana.

Tião Bocalom, o Tião do Povão, vai ressaltar a necessidade de se ampliar a oferta de ensino técnico-profissionalizante de nível médio no estado. “Precisamos oferecer oportunidades de profissionalização para que o jovem não seja tentado pelo crime organizado. Vamos oferecer cursos profissionalizantes de acordo com as vocações e perspectivas das diversas regiões do estado, a fim de aumentar a empregabilidade dos nossos jovens e fazer a verdadeira “Revolução Acreana”, garante o futuro governador.

Para Tião Bocalom, o ensino médio precisa experimentar uma diversificação curricular para atender as demandas regionais. “Os novos cursos devem preparar os alunos para um ofício. É isso o que chamo de educação para o trabalho: capacitar o estudante para uma atividade profissional. Muitos jovens sentem a necessidade de logo trabalhar ao concluir o nível médio, com um ano a mais de estudo ele estará com capacidade para se empregar e crescer na vida”.

A verdadeira “Revolução Acreana” só se dará com educação profissionalizante

Para Tião Bocalom, que ontem fez caminhada na 6 de agosto, em Rio Branco, a verdadeira “Revolução Acreana” só se dará com educação profissionalizante para a nossa juventude. A proposta do candidato da coligação da oposição é ampliar a oferta de cursos médios técnicos, por meio de instituições próprias e de parcerias com o Sistema S (Sesc/Sesi/Senai/Senat) e outras entidades. “Pretendemos desenvolver currículos que permitam a oferta de ensino médio diversificado, consistentes com a experiência pedagógica e com as características e demandas da cultura e da economia acreana”, explicou o Tião do Povão.

Visita a Sena Madureira

O futuro governador, que nesta sexta-feira está visitando Sena Madureira, na companhia do futuro senador Petecão, faz caminhada na cidade e à noite participa de reunião na Câmara Municipal com a comunidade mobilizada pelos candidatos a deputados estadual, Toinha Vieira (PSDB), Marileide Serafim (PMN), vereador Zenil (PPS) e do deputado Gilberto Diniz (PTdoB).

No sábado, Bocalom visitará a feira de Sena e participará de outra grande reunião, desta vez organizada por lideranças ligadas ao deputado Zenil (PPS)

Notícias da Hora