8 de jun de 2010

OS ALOPRADOS DO PT

Clipping
Blog do Roberto Jefferson
6 de junho de 2010

Há duas versões diferentes sobre porque o PT queria reativar, com força total, o trabalho dos aloprados, mas que não se excluem. A primeira dela diz que o objetivo da contratação de arapongas era identificar qual membro da cúpula da campanha de Dilma estaria vazando informações estratégicas – para tanto o plano de ação era reunir os extratos telefônicos a fim de rastrear com quem cada um conversava, ou seja, quebrar o sigilo telefônico dos próprios petistas. Paralelamente Lanzetta (e o PT) também queriam que os arapongas monitorassem Serra, o deputado tucano Marcelo Itagiba, seus familiares e amigos. Aqui a tática era ainda mais invasiva: de acordo com o delegado aposentado da Polícia Federal Onézimo Sousa, em entrevista para a “Veja”, “respondendo objetivamente, é claro que eles queriam grampear o telefone do ex-governador”.

. Num e noutro caso trata-se de invasão da privacidade através da quebra de sigilos protegidos pela Constituição. É crime! Um delegado da PF, mesmo que aposentado, sabe disso, mas a entrevista de Onézimo não explica um grande detalhe: como é possível devassar a vida alheia e ouvir as conversas de terceiros sem autorização judicial. Pelo visto até mesmo o PT já tem um Guardião para chamar de seu! E você, acredita que não está sendo ouvido?


Polúbio